01 outubro 2012

E o tempo voa...


Enfim, voltei ao meu recanto tão abandonado...
A Aline me ajudou a dar uma mexida no blog, espero que tenham gostado... Foi pouco, mas idéia era dar um ar novo pro blog, já que de novo é só que pode ser dado! lol

 Depois de um tempo realinhando meus pensamentos, consegui respirar um pouco e começar a me mexer. Estou perto de me formar na faculdade (falta praticamente um ano agora) e eu preciso dar um rumo profissional na minha vida. Mas faltava motivação.
Acabei buscando a motivação naquelas pessoas que me inspiram, me motivam e me fazem lembrar que o sonho que temos pode ser real, só depende de vontade e do quanto queremos materializá-lo...
Acredito que tenha conseguido o foco que eu quero. Essa semana estou colocando em dia minhas pendências, então por isso estou aqui também! =D

Falando em vontade, hoje pela manhã soube de uma notícia triste: faleceu Eric Hobsbawn. Historiador marxista escreveu grandes obras que revolucionaram a forma de analisar a sociedade contemporânea.
Respeito um monte esse cara que escreveu uma obra que contou a história de uma forma tão coesa, objetiva e simples que parecia história da Turma da Mônica... Mas acho que a caminhada dele nos 95 de contribuição para a ciência deixaram a sua marca no mundo... A perseverança dele vai sempre ser uma inspiração pra mim, assim como seu intelecto. Que esteja em paz.


Encerrando a minha curta postagem, quero apenas dizer que por mais que eu poste pouco, gosto de deixar um pouco do que penso registrado em um lugar na qual seja destinado para leitura. O Facebook por n motivos, é muito superficial e simples... Aqui eu sei que posso viajar, falar o que penso e sinto que sei que as pessoas que estão aqui para ler vão se esforçar um pouco pra ver onde quero chegar...

Abração e até mais!



Envelhecer - Arnaldo Antunes


A coisa mais moderna que existe nessa vida é envelhecer
A barba vai descendo e os cabelos vão caindo pra cabeça aparecer
Os filhos vão crescendo e o tempo vai dizendo que agora é pra valer
Os outros vão morrendo e a gente aprendendo a esquecer

Não quero morrer pois quero ver
Como será que deve ser envelhecer
Eu quero é viver pra ver qual é
E dizer venha pra o que vai acontecer

Eu quero que o tapete voe
No meio da sala de estar
Eu quero que a panela de pressão pressione
E que a pia comece a pingar
Eu quero que a sirene soe
E me faça levantar do sofá
Eu quero pôr Rita Pavone
No ringtone do meu celular
Eu quero estar no meio do ciclone
Pra poder aproveitar
E quando eu esquecer meu próprio nome
Que me chamem de velho gagá

Pois ser eternamente adolescente nada é mais demodé
Com uns ralos fios de cabelo sobre a testa que não para de crescer
Não sei por que essa gente vira a cara pro presente e esquece de aprender
Que felizmente ou infelizmente sempre o tempo vai correr

Não quero morrer pois quero ver
Como será que deve ser envelhecer
Eu quero é viver pra ver qual é
E dizer venha pra o que vai acontecer

Eu quero que o tapete voe
No meio da sala de estar
Eu quero que a panela de pressão pressione
E que a pia comece a pingar
Eu quero que a sirene soe
E me faça levantar do sofá
Eu quero pôr Rita Pavone
No ringtone do meu celular
Eu quero estar no meio do ciclone
Pra poder aproveitar
E quando eu esquecer meu próprio nome
Que me chamem de velho gagá.


02 julho 2012

Vento de Julho com Calor


Enfim, quase férias!
Sempre aquela coisa, falta uma prova e ver no que dá... Ah sim, falta também aquele professor que tu já não gosta muito a se animar a postar a nota no portal, mas tudo bem... A princípio, está tudo nos conformes... Ao menos, academicamente! lol
Mas não é pra menos: estou em vias de me formar. E parece papo de mãe, tia ou vó, mas tudo passou tão ligeiro...
Bom, vou me ater a esse semestre: foi o mais difícil pra mim. O aspecto foi mesmo o conteúdo estudado, foi o primeiro semestre que tive cadeiras mais avançadas do curso (antes que algum abobado venha a dizer que é porque eu estou mais avançado agora em relação aos outros semestres, isso não é necessariamente regra... lol) e porque tive a cadeira mais difícil do curso, Econometria. Bem, pra quem não conhece a dita cuja, é basicamente uma cadeira na qual tu usa todos princípios da economia e mistura com bastante estatística e vê no que dá... Acreditem, é complexo, mas é bem legal depois que tu aprende a mexer com isso! Mas o problema é exatamente esse: existe um momento em que tu aprende, afinal? lol

Mas valeu, agora semestre que vem é uma cadeira exclusivamente econômica apenas. O lado bom é que vai dar pra respirar, mas o ruim é que farei mais cadeiras que o normal... E farei a minha primeira cadeira a distância. É, acho que terei algumas tarefas novas a encarar, mas acho que de modo geral, será bem mais calmo e propício pra futricar no tema do meu TCC e tals.

No más, estou indo. Ainda estou me acostumando com a idéia de ter uma namorada... É muita modernidade isso pra mim, estou tentando entender como a loucura leva uma pessoa a me aguentar! 8D
Acho que é uma das únicas vezes na vida que as coisas estão bem de modo geral (na medida do que a realidade permite, obviamente). Ando tendo um relacionamento bom com a minha mãe e minha irmã, as coisas progridem na faculdade e no estágio do SEBRAE... Estou feliz com isso, bah, espero que sigam assim! =D
Obviamente, nem tudo é perfeito, mas eu ando confiante no que eu vou fazer, o que anda sendo bem positivo! ^^

Bom gurizada, quero ir encerrando essa postagem e vou tentar atualizar com mais freqüência o blog e não ficar enferrujado pra escrever, como foi agora! =P
Pra encerrar, queria indicar uma versão da Fiona Apple pra música Let me Roll it do Paul McCartney!
Ouçam, opinem, comentem e, acima de tudo, não deixem de ler o meu blog e as minhas bobagens que tanto gosto de escrever exclusivamente pra vocês! ^^
Até mais, Cowboys da Internet! \o

Let me Roll it - The Wings


You gave me something I understand
You gave me loving in the palm of my hand
I can't tell you how I feel
My heart is like a wheel
Let me roll it, let me roll it to you
Let me roll it, let me roll it to you

I wanna tell you, and now's the time
I wanna tell you that you're going to be mine
I can't tell you how I feel
My heart is like a wheel
Let me roll it, let me roll it to you
Let me roll it, let me roll it to you

I can't tell you how I feel
My heart is like a wheel
Let me roll it, let me roll it to you
Let me roll it, let me roll it to you

You gave me something I understand,
You gave me loving in the palm of my hand
I can't tell you how I feel
My heart is like a wheel
Let me roll it, let me roll it to you
Let me roll it, let me roll it to you


17 março 2012

E o meu medo de ter medo de ter medo de ter medo...

Lembro de quando tinha meus 13 para 14 anos. Achava o máximo já ser mais velho, poder decidir tudo...
Agora cheguei nessa época... E o que mudou?
Bem, basicamente agora as coisas são mais difíceis.
Tu não pode mais errar, nem no serviço, nem na faculdade, nem com ninguém... O mundo cai quando se erra, afinal, ser perfeito é prerrogativa da sociedade contemporânea.
Não se pode ter dúvida: todo mundo tem certeza absoluta do que se quer e onde se vai chegar.
As escolhas são todas já pré determinadas, afinal, com o aparato técnica da perfeição e da auto-confiança absoluta, não tem como nada dar errado...

Pois é, o que dá entender é que o mundo gira assim: sendo auto confiante... Mas confiança baseada em que?

Devo ter falado isso recentemente, mas se tem algo que eu aprendi é errar. Errar não significa que tu é louco ou que tu não quer acertar: apenas que tu está tentando e aceitou as conseqüências de errar.
Esse aprendizado, por mais que pareça simples, me ensinou muita coisa e fez eu amadurecer muito nesse último ano que passou.
Estou errando e aprendendo muito... E isso me fez muito feliz. Através da aceitação de que eu podia errar, consegui ter mais confiança pra olhar pro futuro e poder planejar sem ter medo de que algo possa dar errado: se der errado, posso tentar de novo...
CLARO, tem que saber medir as consequências do erro, mas isso só requer um pouco de bom senso... ^_~

Nesse rolo todo, consegui ter força o suficiente pra dizer alguns sims e alguns nãos que me fizeram muito feliz... Fazem quase três meses que comecei uma relação uma guria que está me fazendo muito bem... E foi só eu aceitar que eu não precisava prever tudo e que arriscar faz parte desse jogo todo! =D

Bueno, alguns desafios existem ainda: preciso de um novo estágio pra me aprimorar mais profissionalmente, terei de ter dedicação e disciplina para superar o semestre mais difícil do curso até o momento, terei de ter sabedoria e paciência pra administrar as decisões do meu relacionamento... Mas antes disso tudo, tenho confiança e o medo se escondeu em algum lugar... Ele volta, sempre volta, mas nunca voltará a enfrentar o garotinho que anteriormente enfrentara... ^^

Ainda tenho dúvidas e não quero ficar errando a toa... Mas são as minhas dúvidas que me trazem as respostas e errando que se aprende... Se não é nessa sociedade que eu vivo, eu vou criar um espaço dentro dela para eu ser eu mesmo sempre! =D

Abração a todos que leram e até a próxima (que espero que seja em um template novo!)

\o


Now I'm Here - Queen

Now I'm Here
Here I stand (here I stand..)
Look around around around around
(around around around around..)
But you won't see me (you won't see me..)
Now I'm here (now I'm here..)
Now I'm there (now I'm there..)
I'm just a just a new man
Yes you made me live again

A baby I was when you took my hand
And the light of the night burned bright
And the people all stared didn't understand
But you knew my name on sight
Whatever came of you and me?
America's new bride to be
Don't worry baby I'm safe and sound
Down in the dungeon just peaches and me
Don't I love her so?
Yes she made me live again yeah!

A thin moon me in the smoke screen sky
Where the beams of your love light chase
Don't move don't speak don't feel no pain
With the rain running down my face
Your matches still light up the sky
And many a tear lives on in my eye
Down in the city just hoople and me
Don't I love him so don't I love him so?

Whatever comes of you and me
I love to leave my memories with you

Now I'm here (now I'm here.)
Think I'll stay around around around
(around around around around..)
Down in the city just you and me
(down in the city just you and me..)

Don't I love you so?

Go go go little queenie