17 junho 2014

Ser ou não ser?

A graduação sempre é um passo importante na vida das pessoas. Ela pode te ajudar a ter uma profissão ou saber qual profissão não te serve... O exemplo utilizado na minha primeira aula de economia ilustra bem isso: Mick Jagger. Ele era estudante de economia... E se deu conta, em algum momento da vida, que essa vida não era pra ele. E futuramente, se tornaria um dos ícones do rock.

Assim, chega um momento da vida que temos que fazer escolhas. E não é simples. Seguir em algo que estamos fazendo ou largar e arriscar algo novo? Ou ainda: manter em paralelo o que fazemos e seguir com outro plano principal? São várias opções.
Acredito que uma coisa que não aprendemos é nos planejar. Isso desde o colégio. O mais perto disso é quando a nossa professora pergunta: o que tu quer ser quando crescer? Cada um fala e eras isso. Tinha que ter uma seqüência esse processo.

Planejar não é prever o futuro, mas sim pensar como tu pretende estar no futuro. No processo de planejamento, nos damos conta que várias das nossas hipóteses tem grande chance de não acontecer na realidade, pois idealizamos em nossas mentes um mundo onde tudo vai funcionar. O processo de transformar da nossa mente para a escrita no papel é o primeiro passo para a materialização da idéia. E aí já começamos a descartar algumas coisas.

Falei de tudo isso porque hoje eu vejo que se eu tivesse me dado conta disso antes, teria ganho alguns anos na vida, principalmente profissionalmente falando.  Acho que as minhas escolhas poderiam ter sido mais efetivas. Mas tem uma coisa: não planejamos nosso amadurecimento. E foi aí que eu “errei”.
Não me martirizo por esses anos “perdidos”, mas hoje reconheço que poderia ter feitos escolhas que teriam me ajudado mais. Mas também, eu tenho praticamente 30 anos, ainda vou fazer muita coisa (se o patrão velho assim desejar)! =D

Enfim, uma coisa que não me arrependo é de ter perdido mais de anos jogando vídeo game e afins! lol  Mas está cada vez mais difícil achar jogos que me agradem... Acho que isso sim a idade pegou e me afeta diretamente! LOL
Antes eu acho que eu me empolgava, viajava, curtia mais esse lance de jogar... Hoje acho que estou mais chato, espero bem mais em todos os sentidos dos jogos... O último jogo que me impressionou foi o Tomb Raider. Por sinal, se não fosse o Marco me recomendar fortemente, eu nem teria jogado... Acho que fiquei com aquela imagem do PS1 na cabeça que me travou a escolha! Lol

Realmente preciso de uns jogos de vez em quando, para dar uma viajada... mas uma coisa que eu preciso de fato  é voltar a viajar e passear de verdadinha! Andei abandonando a missão, mas agora retorno! Graças a certas escolhas que fiz, essa quest ficou habilitada de novo e eu vou aceitar! Espero ser tão feliz nessas escolhas quanto o Mick Jagger! =D


Abração! \o

A rodar mi vida - Fito Paez

Se me hacía tarde, ya me iba
siempre se hace tarde en la ciudad
cuando me di cuenta estaba vivo
vivo para siempre de verdad.

Hoy compré revistas en el metro
no pensaba en nada, nada más.
Y cai que al fin esto es un juego
todo empieza siempre una vez más.
Y a rodar, y a rodar, y a rodar
y a rodar mi vida.
Y a rodar, y a rodar, y a rodar
y a rodar mi amor.
Yo no se donde va
yo no se donde va mi vida
yo no se donde va,
pero tampoco creo que sepas vos.
Quiero salir, si, quiero vivir
quiero dejar una suerte de señal.
Si un corazón triste pudo ver la luz
si hice máss liviano el peso tu cruz
nada más me improta en esta vida,
chau, hasta mañana.

Y a rodar, y a rodar, y a rodar
y a rodar mi vida.
Y a rodar, y a rodar, y a rodar
y a rodar mi amor.
Yo no se donde va
yo no se donde va, mi vida
yo no se donde va,
pero tampoco creo que sepas vos.
Quiero salir, si, quiero vivir
quiero dejar una suerte de señal.
Si un corazón triste pudo ver la luz
si hice máss liviano el peso de tu cruz
nadie tiene a nadie
y yo te tengo aún
dentro de mi alma.
Siento que me amas
chau, hasta mañana