30 dezembro 2014

A amargura e a alegria

E mais um ano acaba. Gostaria que não acabasse como um ano amargo e triste.
Apesar de a rotina me soar meio amarga e triste, tentei  me livrar dela na medida do possível. Tentei sair sem gastar muito, tentei ir a shows, tentei rever meus amigos. Fiz o que deu, o que a vontade e a oportunidade me proporcionaram.  O resultado desse mix, em suma, foi que consegue economizar um dinheiro, me mantive no emprego, voltei a ler e a jogar meus jogos loucos aqui.
Talvez o saldo não fosse o que eu imaginava no início do ano, mas começar o ano ainda empregado (ainda mais com um ano difícil que 2015 está pra ser) e economizado o suficiente para dar segmento aos estudos é algo positivo e considerável.
Não é de se desprezar que as coisas do coração andam bem. As duas: 3 anos de namoro e o bombeador de sangue. Por sinal, meta 2015: emagrecer 20 quilos. Obviamente, só depois do dia 5 vou fazer valer isso.

Em suma, o amargor das coisas ruins do ano tiveram contrapontos interessantes. Espero que esses contrapontos possam me ajudar a ser feliz nessa década nova que inicio na vida.


Feliz 2015, gurizada!

Tea For The Tillerman - Cat Stevens

Bring tea for the Tillerman
Steak for the sun
Wine for the women who made the rain come
Seagulls sing your hearts away
'Cause while the sinners sin, the children play

Oh Lord how they play and play

For that happy day, for that happy day